Rua Laura, 515 - Santo André - SP Tel. (11) 4992-3632
 
   
Fitoterapia
Desde a pré-história, quando o homem andava em bandos e vivia da caça, as plantas são usadas como remédios. Na Idade Média, as mulheres passaram a fazer preparados com folhas, frutos e flores para tratar diversas doenças. Esse hábito, hoje reforçado por pesquisas científicas que já comprovaram os poderes medicinais de várias ervas, pode ser adotado por quem quer dar uma chega pra lá no estresse. Algumas espécies são capazes de impedir que o mal se instale, combatendo desde o cansaço provocado pelas sobrecargas até a ansiedade e a agitação.

Como essas pressões atuam de forma diferente em cada pessoa e as plantas também têm efeitos colaterais, nos casos mais graves é bom procurar orientação médica antes de iniciar um tratamento. Esta reportagem traz algumas receitas de chás para ajudar você a recuperar o bem-estar.

Como as plantas aliviam o estresse

Um dos grupos de plantas eficientes no combate ao mal são as chamadas adaptógenas, ou adaptogênicas. Como o nome diz, essas espécies ajudam o homem a se adaptar ao meio em que se vive, aumentando a resistência do organismo nas situações estressantes. Por causa disso, plantas como o ginseng têm dupla função: auxiliam quem quer prevenir o nervosismo e a fadiga e servem como antídoto quando esses sintomas já deram as caras.

Quem prefere preparar seu próprio chá a adquirir cápsulas industrializadas pode substituir o ginseng por uma planta encontrada em todas as regiões brasileiras, a fáfia (Pfafia paniculata ou Pfafia glomerata). Segundo o médico e fitoterapeuta Alex Botsaris, do Rio de Janeiro, a ação é praticamente a mesma.